13 de mar de 2008

Os Sentimentos

Mario Prata


SAUDADE é quando, o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue;


LEMBRANÇA é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta um capítulo;

ANGÚSTIA é um nó muito apertado bem no meio do sossego;
PREOCUPAÇÃO é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento;


INDECISÃO é quando você sabe muito bem o que quer, mas acha que devia querer outra coisa;


CERTEZA é quando a idéia cansa de procurar e pára;

INTUIÇÃO é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido;


PRESSENTIMENTO é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista;


VERGONHA é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora;


ANSIEDADE é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer que seja;


INTERESSE é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento;


SENTIMENTO é a linguagem que o coração usa quando precisa mandar algum recado;


RAIVA é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes;


TRISTEZA é uma mão gigante que aperta seu coração;


FELICIDADE é um agora que não tem pressa nenhuma;


AMIZADE é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros;

CULPA é quando você cisma que podia ter feito diferente, mas, geralmente, não podia;

LUCIDEZ é um acesso de loucura ao contrário;

RAZÃO é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato;

VONTADE é um desejo que cisma que você é a casa dele;

PAIXÃO é quando apesar da palavra 'perigo' o desejo chega e entra;

AMOR é quando a paixão não tem outro compromisso marcado.

Retirado de algum lugar da Internet

12 de mar de 2008

Perca um livro

Esse é o nome de uma campanha que pretende trazer para o Brasil uma prática internacional de incentivo à leitura. A idéia é "perder" um livro em lugar público para ser achado e lido por outras pessoas que, então, farão o mesmo. O objetivo é fazer do mundo inteiro uma livraria. A prática consiste em três passos simples:

1. Leia um bom livro;

2. Cadastre o livro e escreva seus comentários para pegar seu código único e a etiqueta correspondente ao livro;

3."Perca" o livro em um lugar público.

De posse do código o leitor poderá rastrear pelo tempo que quiser os caminhos percorridos pelo livro.

Gente, não é porque ensinamos Química que podemos esquecer de que o aluno precisa ler. Não só para estudar, mas também ler por prazer. Geralmente os professores das Ciências Naturais e Matemática, ignoram isso.

Abaixo, um vídeo muito bom chamado "Ler devia ser proibido".

 

Retirado daqui.

11 de mar de 2008

Mundo corporativo

MundoCorporativo Todos os dias, a formiga chegava cedinho ao escritório e pegava duro no trabalho. Era produtiva e feliz.

O gerente marimbondo estranhou a formiga trabalhar sem supervisão.

Se ela era produtiva sem supervisão, seria ainda mais se fosse supervisionada.

E colocou uma barata, que preparava belíssimos relatórios e tinha muita experiência, como supervisora.

A primeira preocupação da barata foi a de padronizar o horário de entrada e saída da formiga.

Logo, a barata precisou de uma secretária para ajudar a preparar os relatórios e contratou também uma aranha para organizar os arquivos e controlar as ligações telefônicas.

O marimbondo ficou encantado com os relatórios da barata e pediu também gráficos com indicadores e análise das tendências que eram mostradas em reuniões.

A barata, então, contratou uma mosca, e comprou um computador com impressora colorida.

Logo, a formiga produtiva e feliz, começou a se lamentar de toda aquela movimentação de papéis e reuniões!

O marimbondo concluiu que era o momento de criar a função de gestor para a área onde a formiga produtiva e feliz, trabalhava.

O cargo foi dado a uma cigarra, que mandou colocar carpete no seu escritório e comprar uma cadeira especial.

A nova gestora cigarra logo precisou de um computador e de uma assistente (sua assistente na empresa anterior) para ajudá-la a preparar um plano estratégico de melhorias e um controle do orçamento para a área onde trabalhava a formiga, que já não cantarolava mais e cada dia se tornava mais chateada.

A cigarra, então, convenceu o gerente marimbondo, que era preciso fazer um estudo de clima.

Mas, o marimbondo, ao rever as cifras, se deu conta de que a unidade na qual a formiga trabalhava já não rendia como antes e contratou a coruja, uma prestigiada consultora, muito famosa, para que fizesse um diagnóstico da situação.

A coruja permaneceu três meses nos escritórios e emitiu um volumoso relatório, com vários volumes que concluía : "há muita gente nesta empresa".

E adivinha quem o marimbondo mandou demitir?

A formiga, claro, porque ela andava muito desmotivada e aborrecida.

Moral da história:

Tenho certeza que você está pensando: "já vi esse filme em algum lugar!".

Retirado daqui.

Amizade Parte (2)